BRCG

Fiscal

Bottom line: Os resultados fiscais de abril continuam mostrando uma insuficiência fiscal crônica na economia brasileira. Teremos discussões relevantes a partir de maio/junho, com o início dos desembolsos para a reconstrução do Rio Grande do Sul. Gastaremos mais, em montante e velocidade que ainda são incertos. O setor público consolidado registrou superávit primário de R$ …

Indicadores fiscais (abr/24): Mais gastos adiante Leia mais »

DESTAQUE BRCG | Brasil Tragédia climática no Rio Grande do Sul: Estimativa preliminar de impacto primário e perspectivas Matheus Ribeiro (matheus.ribeiro@brcg.com.br) Livio Ribeiro (livio.ribeiro@brcg.com.br) 20/05/2024 Bottom line: No cenário-base, estimamos que o impacto das medidas de apoio ao Rio Grande do Sul sobre a despesa primária do Governo Central atinja 0,6% do PIB até o …

Tragédia climática no Rio Grande do Sul: Estimativa preliminar de impacto primário e perspectivas Leia mais »

Bottom line: Os resultados fiscais de março não mudam em nada os desafios à consolidação fiscal que temos discutido nos últimos meses. A calamidade no sul do Brasil provavelmente exigirá atuação do governo, por fora dos limites impostos pelas regras fiscais vigentes. O setor público consolidado registrou superávit primário de R$ 1,2bi em março, levemente …

Resultados fiscais (mar/24): Questões adiante Leia mais »

Bottom line: As metas fiscais estabelecidas pelo governo vão se tornando cada vez mais difíceis. Destaque para o resultado nominal, que alcança, no acumulado dos últimos 12 meses, um déficit de R$ 1,0tri. O setor público consolidado registrou déficit primário de R$ 48,7bi em fevereiro, em linha com o esperado pelo mercado. O resultado ficou …

Indicadores fiscais (fev/24): Bem-vindo ao clube do trilhão Leia mais »

Bottom line: A despeito do forte resultado fiscal de janeiro, ainda seguimos longe das metas fiscais estabelecidas pelo governo. Adiante, temos que comparar os efeitos da majoração tributária em curso com a crescente pressão por mais gastos e subsídios. O setor público consolidado registrou superávit primário de R$ 102,1bi em janeiro, resultado levemente acima do …

Resultados fiscais (jan/24): Longe do fim Leia mais »

Bottom line: Com antecipação de despesas e ausência de receitas compensatórias, os resultados fiscais de 2023 foram desastrosos. Espera-se melhora nos indicadores em 2024, mas há muito a ser feito para termos uma efetiva melhora das contas públicas brasileiras. O setor público consolidado registrou déficit primário de R$ 129,6bi em dezembro, resultado levemente pior do …

Indicadores fiscais (2023): Annus horribilis Leia mais »

Bottom line: Os resultados fiscais de novembro estão inseridos na dinâmica de deterioração fiscal em curso, que deve se manter adiante. Não vemos como as metas definidas no novo arcabouço fiscal possam ser cumpridas; todos os olhos para a forma como o governo lidará com isso O setor público consolidado registrou déficit primário de R$ …

Indicadores fiscais (nov/23): Olhos para o futuro Leia mais »

Bottom line: Os resultados fiscais de outubro estão inseridos na deterioração fiscal ora em curso. Há riscos adicionais para a execução fiscal de 2023, emanando do pagamento de precatórios ao fim do ano. Seguimos não esperando que o arcabouço fiscal seja cumprido, já em 2024. O setor público consolidado registrou superávit primário de R$ 14,8bi …

Resultados fiscais (out/23): Deterioração fiscal em curso Leia mais »

Bottom line: Os resultados fiscais de setembro vieram em terreno deficitário, ampliando os déficits primário e nominal. Questões metodológicas trouxeram ruído, mas, em essência, a questão é a mesma de antes – a consolidação fiscal segue como um objetivo cada vez mais improvável. O setor público consolidado registrou déficit primário de R$ 18,1bi em setembro, …

Indicadores fiscais (set/23): Consolidação fiscal cada vez mais improvável Leia mais »

Bottom line: Os resultados fiscais de agosto confirmam os desafios na gestão fiscal de curto prazo, mantendo pressão sobre a dinâmica da dívida. No nosso cenário central, as novas receitas necessárias ao cumprimento do arcabouço fiscal não serão observadas, e haverá rompimento do regime em seu primeiro ano. O setor público consolidado registrou déficit primário …

Resultados fiscais (ago/23): Ruptura no futuro Leia mais »